domingo, 18 de maio de 2014

A (diversificada) culinária amazônica

Olás...


Manaus  tem  lugares  bem interessantes, em termos de se provar a culinária regional. A maior concentração de restaurantes oferece os  deliciosos pratos elaborados à base de peixes de água  doce, da Região. E  muitos  se esmeram em variar esses pratos. Geralmente,  as peixarias  estão nas áreas centrais  de Manaus.

Quem quiser sair  dessa rotina, e aproveitar para  conhecer a Avenida do Turismo - acesso para áreas nobres de Manaus, como Shopping Ponta Negra, Praia da Ponta Negra e vários outros restaurantes e bares -, é só dar um "mergulho"  nesse  trecho para sentir o ar fresco da vegetação. Impressão que dá - e sempre comento isso quando estou por ali - é que se está em outro "lugar", fora de Manaus:  um  lugar privilegiado.

Pois foi neste domingo que estive no Restaurante "O Lenhador". Quem gosta de commmmerrrr   muiiiitooo   poderá se fartar: o cardápio é variado. Tem (quase) de tudo: jacaré, aruanã, tambaqui, pirarucu, farofa de banana, caranguejo, camarão, vatapá, farofa  de tartaruga,  e outros pratos  feitos com a carne da tartaruga.

Confesso que não são  meus  pratos prediletos (qualquer um feito com a carne da tartaruga), por  muitos  motivos que prefiro não  expor aqui. Mas há  quem goste. Pois lá você encontra essas comidas exóticas. Também  não encaro carne de jacaré. Fico pensando  naquele "gigante" me olhando, aqueles  dentões...(ai!  não dá). Se alguma  vez comi jacaré,  me enganaram,  pois dizem ter semelhança com a carne do pirarucu (e deste eu gosto, mas não gosto  da matança!).  

(A consciência  me acusa. Reluto. Me angustio,  mas comer o que, posto que até a folhinha de alface...morre... ao ser extirpada do solo).

O lugar oferece bom atendimento. Uma  das coisas que logo observo em um restaurante é se os garçons ou garçonetes  retiram das mesas, de imediato,  os pratos  usados. Sim. Lá estão atentos a isso. Todos bem atenciosos, bem apresentáveis. Ou seja, o foco é o cliente.

Quando falei que é um lugar para quem adora  comer à vontade, é para  pessoas assim mesmo:  boas de garfo, como se diz. Nem adianta levar alguém  que está em dieta,  porque o preço é salgado para quem apenas quer "beliscar". Mas para  aqueles que comem muito e parece que a comida vai armazenando em algum  lugar escondido no estômago, sem maiores  problemas...  vale  a pena o  preço.

Bom, avalio sempre o que vale a pena: boa companhia, bom atendimento, lugar agradável. Se tudo  isso estava em conjunto... vale a pena, sempre!

Aos visitantes que virão para a Copa, em Manaus, está  aí  uma  boa sugestão.

http://www.olenhador.com.br/


Mamãe Coruja





7 comentários:

  1. Provei a costela de tambaqui, o filé de aruanã e filé de carne bovina, com um cadito de farofa de banana. De sobremesa, pedaço de pudim de leite, creme de cupuaçu e um "treco" que estava uma delícia (feito com clara de ovo).
    Mas a carne da tartaruga e jacaré---------------->>>> vou para outro espaço.

    ResponderExcluir
  2. Eu experimentaria... mas não sei se repetiria ;O)

    ResponderExcluir
  3. Já comi o picadinho da carne da tartaruga, porque estava em um lugar inóspito. Apareceu um bar, como miragem, e, num fogão à carvão, lá estava aquela farofa no casco da tartaruga... e confesso: estava muitoooo gostoso, de verdade! Mas foi só... e nunca mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Nunca digas, desta tartaruga nunca comerei" :O)

      Excluir
  4. Na verdade... eu NUNCA digo NUNCA.
    Mas digo: "NUNCA" e "SEMPRE", para mim, podem ser até daqui a pouco.

    (•.•)

    ResponderExcluir